domingo, 8 de novembro de 2009

RJ, cidade perigosa?!

Ontem, cerca das 7 da manhã chegou o Diogo Oom, meu amigo. Depois de um passeio pela zona sul, onde mostrei ao diogo os nossos bairros (sim porque agora vivemos temporariamente em Ipanema), fomos para a praia, para o nosso novo posto, o posto 9 e meio.

Até hoje tinhamos sempre optado por "pegar um sol" no posto 11, no Leblon, uma vez que fica em frente da nossa casa. Com a mudança de casa, e perguiçosas como somos, decidimos então experimentar o posto 9 (quase 10) que supostamente é um posto de gente jovem, onde se fuma muita maconha e onde todos os alunos da PUC vão. A parte da maconha para nós já não é um choque visto que se fuma maconha à porta da sala de aula na faculdade praticamente.

Chegámos nós as meninas, e o Diogo, primeiro. Depois apareceu o Vicente, o Miguel e o Armandinho, com o Pedro e o Gonçalo que estão cá de visita também. Ainda mais tarde apareceram os nossos amigos espanhóis e ficámos todos no convívio. Os placares da rua marcaram 38 graus o dia inteiro, desde as 7 da manhã. Como tal, passámos a vida dentro de água! Mas, aqui no Rio de Janeiro, as coisas são diferentes. Tem que sempre ficar alguém (uma ou duas pessoas) a tomar conta das coisas na areia para que ninguém tenha uma surpresa desagradável.

Aquela foi a minha vez, a do Diogo e do Armandinho de ficar de olho nas coisas. Enquanto conversávamos, o Diogo olha para traz e vê que se passa alguma coisa de anormal. Numa questão de segundos, a praia, que ao fim de semana é 350 mil vezes pior que a praia da rata a um domingo, começa toda a correr na nossa direcção. Eram milhões de pessoas em pânico a gritar, os pais a pegarem nos filhos e a correr, toda a gente a pegar nas coisas.... Era um arrastão!! Depois de segundos sem saber como reagir, eu e o Diogo pegámos nas coisas que conseguimos (que eram bastantes visto que eramos uns 20 na praia) e começámos a correr desalmadamente. Pouco depois chegam os outros, que estavam no mar, todos em pânico com medo das coisas porque, coincidência ou não, todos tinhamos levado cartões de crédito e documentos para a praia. Sem falar na minha máquina nova que estava comigo também.

Foram alguns minutos tensos, mas as pessoas começaram depois a acalmar. Eu e as meninas tremiamos por todos os lados... tanto que viemos para casa deixar as coisas e relaxar um bocado.
Mas não fosse esta cidade tão hilariante, passado meia hora estavamos de volta a praia, ao mesmo sítio, felizes e sem cartões de crédito nem máquina fotográfica (não porque nos roubaram mas sim porque deixámos em casa)!

Parece que o Rio começa a dar sinais da sua tão famosa violência e criminalidade. Mas acreditem que não é por isso que esta cidade deixa de ser maravilhosa. E por isso, volto a convidar todos aqueles que queiram a vir visitar!

Ficámos até tarde na praia, com ainda 38 graus e um por do sol lindo. Valeu o susto para aprendermos que para a praia, é só levar o essencial para beber um mate limão e uns biscoitos da globo!

Hoje chega a Matilde e a Inês. A nossa casa vai ficar cheia e espero ter mais coisas interessantes para partilhar..

Um beijinho a todos,

Kika

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A Pedido de VÁRIAS Famílias....

Para aqueles que conviviam comigo frequentemente e já têm saudades aqui vai um presentinho...

video

Sim, é verdade, sou eu mesma! E sim, estou a cantar José Cid, que estranho não é?! Saudades Zezinho...

Marta, Isabel, Maria Ana e Pipas... tenho a certeza que adoraram, não digam que não! Também se fazem filmes nesta terra, o problema é publicá-los! haha

Beijinhos a todos,

Kika

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Welcome to Angra dos Reis

Há dois fins de semana fomos convidadas por uns amigos para finalmente irmos passar um fim de semana a Angra dos Reis...
Desde que chegámos ao Rio que queriamos conhecer este sítio porque aqui toda a gente fala de Angra. Os brasileiros chegam muitas vezes a comparar Angra com as Maldivas...por isso, como devem calcular, as expectativas eram altas! Depois de uma paragem no supermercado para fazermos as compras para o fim de semana, seguimos caminho para Angra! Para além de tudo o que nos tinham dito sobre este lugar, tinhamos consultado o tempo (os sites mais vistos por nós são os do tempo, acreditem!) e esperava-nos um sábado ensolarado!
Fomos para casa de um brasileiro, o Pepa, que nos acolheu lindamente com uma casa em cima do mar, com um quarto para cada duas, com um banheiro em cada quarto e um mini jardim onde mais tarde fizemos uma grande churrascada! E assim foi. Acordámos sábado, já em Angra, e como estava previsto estava sol! Partimos, então, de manhã no barco e fomos dar um passeio pelas várias ilhas, onde mais tarde parámos numa zona chama Lagoa Azul. As paisagens são indescritíveis.... Um mar sem fim com pequenas ilhas verdes verdes verdes no meio. A água transparente e azul turqueza... Enfim um pequeno paraíso.
À noite, depois de jantarmos um belo churrasco, ainda tivemos direito a uma festa no barco que foi qualquer coisa de hilariante! No Domingo ainda fomos dar um passeio de barco e à noite estávamos de volta a casa....ao RIO!


Fiquei agora com a reportagem fotográfica:






























A Nossa Casa









Beijinhos a todos,
Kika